terça-feira, abril 24, 2018

Ministério Público Estadual denuncia 7 políticos flagrados em vídeos de Silval embolsando maços de dinheiro


O Ministério Público Estadual (MP) apresentou denúncia contra 7 políticos flagrados em vídeo recebendo dinheiro supostamente de propina dentro do Palácio Paiaguás. Foram acusados por ato de improbidade administrativa o deputado federal Ezequiel Fonseca (PP), os estaduais Baiano Filho (PSDB) e José Domingos Fraga (PSD) e os ex-parlamentares Hermínio J. Barreto, Airton Português, Alexandre César e Antônio Azambuja.
O promotor de Justiça Clóvis de Almeida Júnior, membro do Núcleo de Ações de Competência Originária Cível (Naco), foi quem fez a denuncia. Os processos devem ser instaurados na Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular.
As ações têm por base as delações premiadas do ex-governador Silval Barbosa, seus familiares e de seu ex-chefe de gabinete, Silvio Cézar Corrêa Araújo - este último responsável por filmar os políticos recebendo maços de dinheiro -, e também do ex-secretário de Estado Pedro Nadaf.
De acordo com o teor das denúncias, foi a delação de Nadaf que “produziu” mais provas do suposto esquema de pagamento de “mensalinhos” para que deputados estaduais apoiassem projetos da gestão Silval Barbosa na Assembleia Legislativa. Apesar de ainda estar sob sigilo, os depoimentos do ex-secretário foram compartilhados com o MP pela Procuradoria Geral da República (PGR).
Segundo as revelações de Silval, cada deputado recebia R$ 600 mil, em parcelas de R$ 50 mil mensais.

0 comentários:

Postar um comentário