quarta-feira, maio 02, 2018

Com seca, preços do milho no Brasil já acumulam alta de mais de 20% no ano


Com o cenário climático ameaçando a segunda safra brasileira de milho, os preços do cereal já começam a reagir de forma bastante expressiva no mercado nacional. Somente no pregão da última  segunda-feira (30-04-18), os futuros do milho negociados na BM&F subiram de 1,5%- apesar da leve baixa do dólar -, com os ganhos mais intensos sendo registrados nos contratos referentes à safrinha. 
Ao se comparar com 30 de janeiro, o vencimento maio/18, que tem a última referência em R$ 40,08 por saca, acumula uma alta de 22,20% e, em relação a 23 de março, de 6,17%. Ao considerar o julho, o ganho em relação ao mês passado é de 7,36% e o último preço é de R$ 39,40. Já ao analisar o setembro, que fechou o último pregão com R$ 39,00,  é possível ver um saldo positivo mensal de 12,72% e uma alta acumulada nos últimos quatro meses de 22,26%. 
E essa deve ser a tendência para os preços do grão, ao menos por enquanto.
Os preços vêm se recuperando das baixas recentes, quando o mercado sentiu a pressão de uma oferta ainda com os compradores ligeiramente mais retraídos e com os vendedores vindo a mercado com um pouco mais de frequência. 

0 comentários:

Postar um comentário