quarta-feira, maio 02, 2018

Desembargador autoriza compartilhamento de documentos contra Fabris, Savi e Romoaldo para nova ação


O desembargador Rondon Bassil Dower Filho, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), autorizou o compartilhamento de documentos da ação criminal proveniente da Operação Ventríloquo contra os deputados Romoaldo Aloisio Boraczynski Junior (MDB), Mauro Luiz Savi (DEM) e Gilmar Donizete Fabris (PSD).

A decisão busca subsidiar possível ação civil pública por ato improbidade administrativa. Foram compartilhado volumes, apensos e mídias que constavam na ação criminal.

De acordo com o Ministério Público, no período compreendido entre os anos de 2013 e 2014, os parlamentares Romoaldo Junior, Gilmar Fabris e Mauro Savi em parceria com o ex-deputado José Geraldo Riva, constituíram organização criminosa com objetivo de saquear a Assembleia Legislativa.


Consta na ação que a organização criminosa, com clara divisão de papéis, subtraiu dos cofres da Assembléia Legislativa cerca de R$ 9, 4 milhões em proveito próprio, valendo-se da facilidade que proporcionava a condição de servidores públicos e agentes políticos de alguns de seus membros.

0 comentários:

Postar um comentário