quarta-feira, maio 02, 2018

Retomada do crescimento do PIB mantém ânimo do setor do Fomento Comercial


A expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, próximo a 3%, vai refletir positivamente nas transações do Fomento Comercial. Esta é a expectativa do Sindicato das Empresas de Factoring do Estado de Mato Grosso (SINFAC-MT).

Entre os anos de 2016 e 2017, segundo IBGE, o Brasil encolheu 3,6% e teve a pior recessão desde 1948, porém mesmo diante desse cenário, as 19 empresas filiadas ao SINFAC-MT movimentaram cerca de R$ 150 milhões no Estado ao socorrer micro, pequenas e médias empresas.

A presidente do SINFAC-MT, Patrícia Neves, afirma que a cada ano o Fomento Comercial vem se modernizando e se profissionalizando. A atividade é autorregulada, estando alicerçada em atos legislativos infraconstitucionais, que dispõem sobre a atividade, incidência de imposto, prevenção à lavagem de dinheiro, entre outros.

Dados da Associação Nacional de Fomento Comercial (ANFAC) apontam que entre 2016 e 2017 houve um giro de carteira do fomento no Brasil da ordem de R$ 300 bilhões.

                                                                                                           

0 comentários:

Postar um comentário