segunda-feira, maio 28, 2018

Usinas paralisam produção de açúcar e etanol por causa da greve dos caminhoneiros


A informação do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras do Estado (Sindalcool-MT) é de que a produção de etanol e açúcar estão paralisadas em 11 usinas de Mato Grosso. As atividades estão paralisadas desde o final de semana, por conta da crise de abastecimento de combustível gerada com a greve de caminhoneiros. As unidades produtoras são responsáveis pela produção de cerca de 150 milhões de litros de etanol por mês.

O diretor executivo do Sindalcool-MT, Jorge dos Santos (foto), disse que a escassez de óleo diesel, utilizado nas colheitadeiras e no transporte da cana, motivou a suspensão.
“A maioria das unidades produtoras de Mato Grosso está paralisada por não ter cana pra moer e, consequentemente, produzir etanol e açúcar. A gente espera que essa situação se resolva o mais rápido possível pra que a gente volte a operar”, disse Jorge dos Santos nesta segunda-feira (28-05-18), ao participar de coletiva de imprensa do Comitê de Gerenciamento de Crise, criado pelo governador Pedro Taques (PSDB), no Palácio Paiaguás.
O problema maior, segundo Jorge dos Santos, pode ocorrer caso haja necessidade de reiniciar toda a produção química, com utilização de novas leveduras. “Como a gente opera 24 horas com produtos químicos que fazem destilação, essa paralisação pode ter que necessitar reiniciar todo o processo, que é um caos”.

“A gente entende que todas as reivindicações dos caminhoneiros (absolutamente justas! Não temos nada contra, muito pelo contrário) foram atendidas pelo governo federal. Então é uma questão agora de se tomar consciência desse fato e colocar as coisas para andarem novamente, provando que o Brasil é um país rodoviário”, finalizou Jorge dos Santos.
Click aqui para ver matérias na página inicial

0 comentários:

Postar um comentário