quinta-feira, junho 21, 2018

Primeira-ministra da Nova Zelândia dá a luz à uma menina e em hospital público


A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, de 37 anos, já fez história ao se tornar a mais jovem mulher a governar um país em todo o mundo. Nesta quinta-feira (21-06-18), ela deu a luz uma menina. Antes dela, apenas a ex-premier do Paquistão Benazir Bhutto havia se tornado mãe enquanto ocupava o posto, em 1990.

O Hospital Auckland City é público, e foi lá que a primeira-ministra deu a luz. Pelas redes sociais, Jacinda publicou uma foto com o bebê, ao lado do marido, o apresentador de TV Clarke Gayford.


“Bem-vinda à nossa aldeia”, escreveu a premier, no Instagram. “Me sentindo sortuda por ter uma menina saudável que chegou às 16h45, pesando 3,31 kg. Estamos todos muito bem graças à equipe maravilhosa do Hospital Auckland City”.



O nascimento da filha de Jacinda está carregado de simbolismo, mesmo para a Nova Zelândia, um dos países mais progressistas em relação aos direitos das mulheres. A licença maternidade será de apenas seis semanas. Após esse período, será o pai quem ficará em casa cuidando do bebê, mostrando ao mundo que as mulheres não precisam sacrificar suas carreiras para se tornarem mães. E entre seus planos de governo está o ambicioso objetivo de eliminar a diferença salarial entre homens e mulheres.

O período de seis semanas de licença maternidade não é comum na Nova Zelândia, onde apenas 61% das mulheres retornam ao trabalho dentro de um ano após darem à luz. Além disso, em média as mulheres têm corte salarial de 4,4% após se tornarem mães, enquanto homens veem pouca mudança em seus salários, segundo estudo publicado por um instituto de pesquisas econômicas do país, no mês passado.


 
Click aqui para ver matérias na página inicial

0 comentários:

Postar um comentário