quinta-feira, julho 12, 2018

1ª Corrida dos Bandeirantes vai ajudar na arrecadação de recursos para o hospital infantil do grupo Shriners


Os coordenadores da 1ª Corrida dos Bandeirantes estão finalizando os preparativos para a realização do evento esportivo, que será realizado no dia 22 de julho, num domingo de manhã, em Cuiabá.

A inscrição vai se estender até o próximo dia 20 de julho, dois antes da prova, que será realizada na comunidade tradicional de São Gonçalo Beira-Rio, na região do Coxipó. O valor para confirmação na prova pedestre é de R$ 70. Mas para grupo de atletas há a promoção de R$ 65.
A corrida pedestre pretende reunir cerca de mil atletas masculino e feminino, com a finalidade de arrecadar fundos para reestruturar e equipar o antigo Hospital São Tomé, localizado no bairro Consil.
O governo do Estado cedeu a prédio ao grupo Shriners, visando ser referência na América do Sul em tratamento de doenças raras como crianças portadoras de ‘ossos de vidros’ entre outras.
O Hospital São Thomé, desativado no dia 19 de outubro de 2004, no bairro Consil, em Cuiabá (MT), foi repassado ao Hikmat Shriners Internacional, ligado à Ordem Maçônica. Os hospitais Shriners, mantidos por maçons de todo o Mundo, atualmente são referências nas cirurgias ortopédicas infantis e também estão ligados a instituições de pesquisas de ponta, como a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.
O grupo Shriners foi criado em 1870, quando um grupo de maçons se reunia com frequência para refeições no Knickerbocker Cottage, na Sexta Avenida, em Nova York. Em uma mesa especial no segundo andar, um grupo que tinha o doutor em medicina Walter M. Fleming e o ator William J. Florence como membros Fleming e Florence levaram a ideia de criação do Shriners a sério. Walter Fleming, um maçom dedicado, construiu, sobre as ideias de Florence, o ritual, o emblema e os paramentos até hoje utilizados pelo grupo. 

0 comentários:

Postar um comentário