domingo, julho 08, 2018

Derrota do Brasil coloca campanha eleitoral no centro das atenções 10 dias de antecedência



A derrota do Brasil na Copa coloca a campanha eleitoral no centro das atenções com pelo menos 10 dias de antecedência. A conta é de políticos incomodados com o grau de indefinição das chapas presidenciais e também nos Estados.
Eles acreditam que os contatos para definir alianças se intensificam a partir de já. 
Entre ganhar a Copa do Mundo e ter o candidato de sua preferência eleito para a Presidência, os brasileiros preferem a segunda alternativa. Ao menos é o que aponta uma sondagem realizada pela Paraná Pesquisas.

De acordo com o levantamento, 77,3% dos entrevistados disseram preferir que seu candidato seja eleito do que ver o Brasil campeão do mundo, enquanto 16% afirmaram que prefeririam ganhar a Copa. Outros 5,2% declararam não ter preferência por nenhuma das duas alternativas e 1,5% disseram não saber. 

O contraponto foi dado por 2.285 eleitores-torcedores ouvidos em pesquisa do Instituto Paraná. Para 16% deles, era mais importante o Brasil ser campeão do que seu candidato vencer em outubro. E 68% consideravam o Brasil favorito enquanto 26%, não.
A pesquisa foi feita entre dias 3 e 5.A Paraná Pesquisas ouviu 2.285 pessoas, de 3 a 5 de julho, em 178 municípios de 16 Estados.

0 comentários:

Postar um comentário