sexta-feira, julho 13, 2018

Empresa vencedora para explorar por 10 anos a “Faixa Verde” terá que investir R$ 57 milhões


A licitação para a escolha da empresa que vai administrar e explorar o sistema de estacionamento rotativo “Faixa Verde”, em Cuiabá, deve ocorrer no dia 30 de julho. Três firmas se mostraram interessadas em do processo e a investir R$ 57 milhões, na estrutura necessária para gerir o sistema que disponibiliza cerca de  1,5 mil vagas de estacionamento para carros e motos em 35 pontos da capital.

A empresa vencedora da licitação poderá administrar o sistema por 10 anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Dados apresentados pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana – Simob- indicam que a frota de veículos na cidade cresceu 218% nos últimos 15 anos, enquanto o acréscimo populacional foi de 20%. Dessa forma, o índice, que anteriormente era de um veículo a cada 4.3 habitantes, foi alterado para um veículo para cada 1.6 habitante.

A Simob revelou que o sistema vai trazer para a capital o que há de melhor e mais sofisticado em relação a estacionamento rotativo. Através de sensores, o condutor poderá saber, via aplicativo, onde há vagas disponíveis, evitando ficar rodando atrás de espaço para estacionar. O usuário poderá comprar a hora do estacionamento por meio de um aplicativo, com promotores de venda e em comércios conveniados.
O pagamento poderá ser feito em dinheiro e cartão de crédito. Conforme o previsto, no sistema “Faixa Verde” o valor da hora para carro deve ser em média R$ 2,50 e motos R$ 1,50. Além disso, 5% das vagas pagas serão destinadas para idosos e 2% para pessoas com deficiência (PcD). Alguns segmentos devidamente cadastrados terão isenção no valor cobrado como, por exemplo, a Polícia Militar.
O mecanismo deve funcionar de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h, e sábado, das 7h às 13h, tendo os domingos e feriados livres.

0 comentários:

Postar um comentário