segunda-feira, julho 30, 2018

Presidente do TSE diz que condenação em segunda instância barra candidatura


Sem citar o nome do ex-presidente Lula (PT), o presidente do TSE – Superior Tribunal Eleitoral, ministro Luiz Fux, afirmou nesta segunda-feira (30-07-18) que a condenação em segunda instância por um colegiado é suficiente para barrar candidatura.
Fux está em Salvador para participar do Encontro de Juízes Eleitorais, uma edição do projeto Políticos do Futuro, que acontece nesta terça-feira (31-07-18).
"A própria lei entende que é suficiente condenação em segundo grau para barrar candidatura pois o candidato teve apurado e respirado sua responsabilidade segunda instância", disse o ministro.
Fux presidirá o TSE até um dia antes da campanha, que começa dia 16, quando a ministra Rosa Weber assumirá a presidência.
Perguntado sobre a estratégia do PT de levar até as últimas consequências a candidatura de Lula, com aposta de manter seu nome nas urnas até o dia da eleição, Fux evitou falar e arguiu impedimento.
"Eu não gostaria de abordar essa questão porque como integrante do Judiciário posso ter que apreciar. Uma pré compreensão pode induzir a um impedimento. Eu como membro do supremo não posso", disse o ministro.
A Tarde

0 comentários:

Postar um comentário