sexta-feira, agosto 17, 2018

Candidata ao senado Selma Arruda obtém autorização judicial para acessar dados de pesquisa


A empresa Real Time Big Data Gestão de Dados Ltda, responsável pela pesquisa eleitoral divulgada por uma emissora de TV na última terça-feira (14-08-18), foi intimada pelo juiz auxiliar da propaganda Paulo Cezar Alves Sodré a fornecer à candidata ao Senado, Selma Arruda (PSL), sistema interno de controle da pesquisa para que possa verificar e fiscalizar os dados apurados e divulgados, incluindo aqueles referentes à identificação de entrevistadores, modelo de questionário aplicado e relatório entregue à emissora que encomendou a pesquisa.

Caso a empresa não forneça o requerido, em prazo de dois dias, a contar da intimação, os responsáveis pela Real Time Big Data Gestão de Dados poderão ser punidos com detenção de 6 meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços comunitários pelo mesmo período e multa entre R$ 10,6 mil a R$ 21,2 mil.

A decisão do pelo juiz auxiliar da propaganda, Paulo Cezar Alves Sodré, foi divulgada no Mural Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT), na quinta-feira (16-08-18).


A pesquisa da Real Time, registrada com o número MT- 01202/2018, mostrou que na corrida para o Senado, entre os últimos dias 7 e 8, quando mil entrevistas foram feitas, o ex-governador Jayme Campos (DEM) liderava com 17% das intenções de voto e o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) estava logo em seguida, com 16%. No 3º lugar, Selma Arruda aparecia empatada com o Procurador Mauro (PSOL), ambos com 9%. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos.

0 comentários:

Postar um comentário