terça-feira, agosto 07, 2018

CPI da Saúde convoca ex-secretária para explicar sobre prática de nepotismo, existência de funcionário “fantasma” e falta de medicamentos e insumos


A primeira oitiva da CPI da Saúde ficou definida para o próximo dia 15, em que deverá ser ouvida a ex-secretária de Saúde de Cuiabá, Elizeth Lúcia de Araújo. Essa definição ocorreu durante a segunda reunião da CPI, realizada nesta segunda-feira (06-08), na Câmara de Vereadores.
Além dela, outros funcionários deverão ser convocados para prestar esclarecimentos junto à CPI, pois de acordo com o presidente da CPI, vereador Abilio Junior (PSC), durante as diligências realizadas foram apurados indícios de nepotismo e de existência de funcionário “fantasma”.
Segundo Abilio, será de fundamental importância o depoimento dessas pessoas, em virtude de esclarecer um dos objetos da CPI, que trata sobre a “ingerência política”. Pois, conforme ele, essas pessoas não teriam passado por qualquer forma de processo seletivo, sendo contratadas “exclusivamente” por terem algum relacionamento político.
“Nós queremos ouvi-las para que possam nos dar mais esclarecimentos quanto a forma de contração feita pela Secretaria de Saúde. Pois o que identificamos, até o momento, é que essas pessoas não teriam passado por qualquer processo de seleção, o que feriria o princípio da impessoalidade, da qual a administração pública é regida. Dessa forma queremos que essas pessoas venham até aqui e nos dê mais esclarecimento sobre como era feita essa contratação”, ponderou Abilio, citando os casos identificados durante as investigações realizadas até o momento.
“Verificamos dois possíveis casos de nepotismo, que seriam de dois irmãos do secretário-adjunto de Saúde, Milton. Nós levantamos que eles teriam sido contratados enquanto o Milton estava na função. Além disso, tem uma mulher que identificamos ter recebido onze meses de salário, sem ter trabalhado um dia. Ela ainda teria sido contemplada com três prêmios saúde, que é aquele ‘mensalinho’, sendo que, recentemente estiveram, aqui mesmo na Câmara, representantes e membros da categoria de enfermagem reivindicando o cumprimento da lei que os contemplariam com esse mesmo benefício que, inclusive, é um dos objetos da nossa investigação, pois o pagamento desse benefício está sendo descumprido por parte da Prefeitura de Cuiabá”, explicou Abilio.
Na reunião, o membro da CPI, Dr. Xavier (PTC), bem como o relator, Ricardo Saad (PSDB), indicaram a convocação do ex-vereador Oseas Machado, que segundo Xavier era responsável pelas indicações políticas junto à Prefeitura de Cuiabá. Também foi requerida a convocação do secretário Flavio Taques e do Milton Correa da Costa, ambos secretários-adjuntos da pasta.

Ascom

0 comentários:

Postar um comentário