segunda-feira, agosto 27, 2018

Cuiabá empata e consegue acesso para a Série B


O Cuiabá Esporte Clube está na Série B de 2019. O time empatou no Florestão com o Atlético (AC) por 2 a 2. Como havia vencido o primeiro jogo por 2 a 0 ficou com o acesso. O time segue vivo na terceira divisão e fará a semifinal contra o Botafogo (SP).

A conquista do acesso marca uma temporada histórica para o Dourado. Terceiro colocado na fase de grupos, com 32 pontos somados, o time fez sua melhor campanha da história da Série C. Com um time ofensivo, o Dourado tem o melhor ataque da competição. No jogo de ida, contra o mesmo Atlético, cerca de 25 mil torcedores empurraram o time na Arena Pantanal, o maior público já registrado no estádio mato-grossense em partidas envolvendo equipes no Estado.

Em 2019, o Dourado vai disputar a chance de chegar à elite do futebol e será o representante de Mato Grosso na Série B, no ano em que a Capital comemorará seus 300 anos.

O jogo – Mesmo jogando fora de casa, o Cuiabá Esporte Clube controlou as ações no primeiro tempo. O time, inclusive, teve as melhores chances de gol, a principal delas no finalizinho dos quarenta e cinco minutos iniciais, quando Bruno Sávio bateu cruzado e João Carlos por pouco não abriu o placar.

No segundo tempo, o Dourado manteve o controle das ações e logo aos três minutos abriu o placar. Alê bateu cruzado, a bola desviou na defesa do Galo Carijó sem chances para Ruan. Precisando de três gols para levar a disputa para os pênaltis, o time acreano partiu para cima, fazendo brilhar a estrela do goleiro Victor Souza, dono de uma bela defesa.

Cada vez mais lançado ao ataque, o Atlético foi dando mais espaço ao Cuiabá. Em um destes contra-ataques, aos 27 minutos, o atacante Bruno Sávio arrancou pela direita e com um belo chute colocou a bola no ângulo, marcando um golaço. Mesmo com grande desvantagem, o time acreano seguiu em busca da reação e aos 36 minutos Rafael Barros descontou. Com o gol, o time da casa seguiu insistindo e chegou ao empate aos 42 com Diego, de cabeça, aproveitando um escanteio.

O time acreano quase virou o jogo aos 46 minutos, mas Victor, em uma defesa sensacional, impediu que Rafael Tanque marcasse, colocando para escanteio. Depois disso foi apenas esperar o apito final do árbitro Luiz Flávio de Oliveira e escrever o seu mais belo capítulo de uma história gloriosa, construída ao longo de 17 anos.

 

0 comentários:

Postar um comentário