sexta-feira, novembro 23, 2018

Começaram as demolições para a construção da 2ª etapa da Orla do Porto


Imóveis construídos na área invadida às margens do Rio Cuiabá, onde está a Orla do Porto, começaram a ser demolidos na manhã de hoje (sexta-feira 23-11-18) por trabalhadores da Prefeitura de Cuiabá.
Após o trabalho de desocupação e retirado dos entulhos, terá início a construção da 2ª etapa da Orla do Porto, na avenida Beira Rio, entre a ponte Júlio Strubing Müller e o Cais do Porto. No local restavam seis imóveis, sendo que 4 ocupados. Todos foram erguidos de forma irregular e devido ao tamanho, conota-se a conivência de agentes públicos, já que o local faz parte da Área de Preservação Permanente do Rio Cuiabá.
A desobstrução do local está respaldada em determinação de desocupação determinada pelo juiz Roberto Curvo, da Vara Especializada do Meio Ambiente de Cuiabá. Houve resistência por parte de ocupantes e a Polícia Militar foi acionada para dar apoio a operação.  
O secretário Municipal de Ordem Pública, coronel Leovaldo Sales, no entanto, afirmou que há 60 dias todos foram notificados sobre a desocupação e estavam cientes sobre a demolição. 

"Aqueles que tomaram a precaução de desocupar vamos apenas demolir, aqueles que ainda têm algum material estamos dando a possibilidade de retirada, mas todos devem ser demolidos", afirmou. 
     
projeto  

A Prefeitura Municipal de Cuiabá aplicará R$ 3,7 milhões em recursos na construção da segunda etapa da Orla do Porto. O projeto prevê a implantação de calçadões para caminhada e contemplação, além de uma ciclovia bidirecional. A intenção é conectar a via com a já existente Orla do Porto.     


Segundo o superintendente do  Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Urbano (IPDU), Márcio Puga, a previsão inicial para conclusão da construção é seis meses, podendo ser prorrogado por mais dois meses, de acordo com o volume de chuvas que for registrado durante o cronograma de trabalho.   
 

0 comentários:

Postar um comentário