quarta-feira, dezembro 05, 2018

Pilotos resgatados de queda de avião estão em UTI e passaram por cirurgia


Foram quatro dias de buscas por terra e ar à aeronave, matrícula PT-INC, que caiu na região da Serra do Mangaval (150 km a oeste de Cuiabá). O avião de pequeno porte partiu de Pimenta Bueno (RO), na sexta-feira (30-11-18) e não chegou ao destino final, Santo Antônio do Leverger (34 km ao Sul).  

A aeronave era pilotada por John Cleiton Venera e o co-piloto Marcelo Balestrin, resgatados. Eles foram encontrados na noite desta terça-feira (04-12-18), por  volta das 19h40, por equipes da Força Aérea Brasileira (FAB) que participavam da operação de buscas desde o sábado (1º-12-18), quando o avião desapareceu.  Ambos estão internados no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, e passaram por cirurgia na manhã desta quarta-feira (05-12-18).

Na sexta-feira, o avião chegaria ao destino pela manhã, mas perdeu o contato quando faltavam cerca de 150 km. As buscas pelos pilotos começaram no mesmo dia, mas as condições climáticas dificultaram o trabalho. No domingo, a averiguação aérea foi suspensa por causa das chuvas e da queda de temperatura, que resultou em neblinas na região serrana.

O problema foi ocasionado após uma forte chuva que caia no local.  O pai do piloto John Cleiton, Sebastião Venera, disse que o filho e o colega disseram que  o  vento estava forte, chovia muito e a neblina atrapalhou a visão. E ainda não bastasse as situações climáticas ele disse que perdeu o contato com a base e, logo em seguida, o controle, bateu de frente com uma árvore e o avião caiu.


Ele contou que o filho relatou que após a queda do avião, John e Marcelo ficaram inconscientes e depois foram recuperando a memória. Eles se valeram de um kit de sobrevivência e alguns alimentos que estavam dentro da aeronave.

0 comentários:

Postar um comentário