terça-feira, janeiro 01, 2019

Gravidez: como dormir melhor nesse período?



Divisor de águas na vida de uma mulher, a gestação exige cuidados indispensáveis para o desenvolvimento e saúde não apenas do bebê, mas da mãe. Por esse motivo, a partir do momento no qual a gravidez é descoberta, o acompanhamento por meio do pré-natal deve ser iniciado, uma vez que pode evitar fatalidades. A partir de então, torna-se necessário que a gestante fique atenta e divida com o médico toda a rotina da gravidez. 

Quaisquer anormalidades, como cólicas ou sangramentos, devem ser pontuadas ao especialista. Outra questão que exige a atenção das mamães é a alimentação. Indica-se que as gestantes reduzam o consumo de bebidas que contenham cafeína, uma vez que a substância aumenta o risco de baixa de peso do bebê, que evitem o uso de bebidas alcoólicas, assim como a ingestão de carne crua ou mal cozida, bem como os cigarros.

No dia a dia, cuidados com a postura também podem trazer benefícios e diminuir os efeitos que o crescimento da barriga pode acarretar. É importante, por exemplo, prestar atenção em como apanhar um objeto no chão. Lembrar sempre de fazê-lo flexionando os joelhos. Nunca curvar a coluna para baixo. Ao realizar os afazeres domésticos, mantenha o abdômen sempre contraído e cuide para que seus ombros sejam mantidos para trás de forma relaxada. Assim, as costas não ficaram curvadas. Ao sentar-se, optar por manter os pés apoiados no chão, mantendo a colina reta. Se necessário, colocar um travesseiro na região lombar.

A hora de dormir também exige alguns cuidados por parte da gestante. Segundo a professora do curso de Fisioterapia da Faculdade Pitágoras de Belo Horizonte, Ana Paula de Melo Ferreira, a melhor posição para o repouso, em qualquer idade gestacional, é deitando-se para o lado esquerdo, utilizando um travesseiro para apoio cervical (altura do ombro à cabeça) e outro entre as pernas. “Com o passar da gestação e o aumento do crescimento uterino, também pode ser utilizado um travesseiro para apoiar o abdômen lateralmente”, afirma.

Para a docente da Unopar, Adriana Paula Fontana Carvalho, ao adotar a posição lateral esquerda, a circulação sanguínea da gestante se mantem normal, evitando o mal estar bastante comum no fim da gravidez. “Porém, se repousar de barriga para cima ainda for agradável, deve-se elevar levemente as pernas com ajuda de travesseiros ou almofada para melhorar a circulação e apoiar melhor a lombar no colchão”, completa. 

A professora de Fisioterapia da Universidade de Cuiabá (UNIC), Myrian Arruda Sá, tranquiliza as gestantes e afirma que até o quinto mês é possível que a mulher durma de bruços. “A mãe não amassará o bebê, porque ele está extremamente protegido dentro do útero e não se machucará”, relata.

Objetos a favor do sono
Com o avanço da gestação, o desconforto ocasionado pelo crescimento do neném e, consequentemente, da barriga, as grávidas podem sentir dores fortes nas pernas e nas costas. Para amenizá-las, a fisioterapeuta e docente da Faculdade Pitágoras de Linhares, Ádma Candido Pinto, indica o uso de almofadas e travesseiros. “A dica é posicioná-los em meio às pernas ao deitar de lado, o que deixa a coluna mais reta. 

Também vale colocar um sob a barriga, outro para abraçar, enfim, usar quantos for necessário para uma posição alinhada e confortável”, pontua. “Teste diversos tamanhos e formatos, identificando o que melhor se encaixa no seu corpo”, completa.

Soraya Medeiros


0 comentários:

Postar um comentário