quarta-feira, janeiro 23, 2019

Mulheres são 76% das notas 1000 na redação do Enem, uma delas é de Mato Grosso


Dos 55 participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 que atingiram a nota 1000 na redação, 42 são do sexo feminino e 13, do sexo masculino. Elas representam 72%. No Distrito Federal, no Pará, no Rio Grande do Norte, no Ceará e em Sergipe, por exemplo, somente mulheres atingiram nota 1000 na redação.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixiera (Inep) divulgou um levantamento inédito com a origem, o sexo e a idade dos 55 participantes que alcançaram a nota máxima na dissertação.

Do total dos candidatos, 33 são da região Sudeste, sendo 14 de Minas Gerais e 14 do Rio de Janeiro. Há ainda quatro de São Paulo, das cidades de Cotia, Franca, Pederneiras e Rio Claro.


Uma delas é a mato-grossense Gabriela Arenhart, 21 anos, de Tangará da Serra(236 km de Cuiabá). De acordo com a estudante, sua maior nota na avaliação dissertativa havia sido na edição de 2017, em que ela fez 960 pontos.


"Eu fiquei bem nervosa, respirei fundo e comecei a pensar em algumas ideias e anotar no canto da folha. Fui escrevendo recursos argumentativos que eu podia encaixar no tema. Até que elaborei uma tese e fiz os primeiros dois argumentos, o que eu ia defender no terceiro parágrafo. [...]  Não acreditava que ia tirar uma nota tão alta. Foi o tema mais difícil que fiz no Enem e tirar essa nota foi uma surpresa mesmo. Não esperava", disse ela.
Fonte: MEC

0 comentários:

Postar um comentário