terça-feira, janeiro 01, 2019

Uma vez que obtivemos o conhecimento do Espiritismo, o que fazer com ele? - Caroline Secundino Treigher


Lembro-me de uma parábola contada por Jesus em Mateus, 25: 14-30. Nela, diz-se que um senhor saiu a negócios e deu aos servos, respectivamente, cinco, dois e um talento. Quando voltou, os dois primeiros haviam investido e dobraram suas quantias, mas o último, por medo, havia somente enterrado o que recebera. Então, o senhor retribuiu os primeiros com mais talentos, enquanto o que teve medo, deixou sem nada.

É o que nos acontece quando recebemos o tesouro espírita. Podemos usá-lo para nossa vaidade, encher-nos do palavreado espírita, e simplesmente guarda-lo em nossas cabeças, sem nenhum proveito além da ampliação do intelecto. É um tesouro enterrado! Então, os benefícios do Espiritismo não nos chegam. Não sentiremos a paz, a alegria, o equilíbrio que este tesouro poderia oferecer. Significa que o pouco que temos nos será tirado.

Mas se vivemos segundo o que aprendemos no Espiritismo, então nosso tesouro se multiplicará. Como estaremos praticando o que conhecemos, faremos amigos imortais, teremos a alegria de viver em harmonia, sentiremos as vibrações do amor provenientes dos gestos de autêntica caridade. E o que temos crescerá ainda mais, e quando partirmos deste mundo, sentiremos aquela paz que nasce do dever cumprido!

Meus amigos, não basta dizer-se espírita, é preciso fazer-se espírita! Não porque Deus precisa que sejamos espíritas, mas porque nós mesmos necessitamos. O mundo, o Universo, tudo continuará funcionando, independente do que fazemos ou deixamos de fazer. Nós é que seremos mais felizes se soubermos multiplicar nossos talentos!

No fim, não importa o credo que professamos, desde que vivamos em harmonia com a Lei de Deus. Mas, para mim, o Espiritismo ajuda bastante neste processo de harmonização, que é um esforço diário. Espero que seja para vocês também.

A melhor forma de agradecer a Deus este conhecimento é divulgando-o. A melhor forma de divulga-lo é vivenciando-o. Como diria Jesus, "esta é a oferenda mais agradável a  Deus".

Muita luz! E que Jesus seja conosco!

Caroline Secundino Treigher é psicologa e espírita de berço e desde os 16 anos dá palestras da doutrina. Hoje atua como trabalhadora no Grupo Espírita Paulo e Estêvão, em Fortaleza, no Ceará. 


0 comentários:

Postar um comentário