quarta-feira, janeiro 23, 2019

Veja os destaques dos principais jornais de circulação nacional - 23 de Janeiro


O Globo           
Em Davos, Bolsonaro promete reformas e abrir a economia
Em sua primeira viagem ao exterior, o presidente Jair Bolsonaro se comprometeu no Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), com a implementação de uma agenda liberal, pautada por reformas estruturais, abertura comercial, redução de impostos e privatizações. O discurso, de seis minutos, foi considerado genérico mas direto pela plateia de investidores e executivos globais. Bolsonaro também defendeu a expansão do agronegócio com respeito ao meio ambiente. Em encontro posterior com empresários, afirmou que, “por ora”, o Brasil permanecerá no Acordo de Paris, que pretende conter as mudanças climáticas.

Prisão de milicianos pode esclarecer caso Marielle
Operação do Ministério Público estadual e da Polícia Civil para desarticular a milícia de Rio das Pedras, umas das principais da cidade, prendeu cinco pessoas, entre elas o major da PM Ronald Paulo Alves Pereira, apontado como o número 2 do bando. Segundo a investigação, ele também integra o Escritório do Crime, quadrilha de assassinos profissionais suspeita de ter executado a vereadora Marielle Franco e seu motorista. O MP pretende oferecer acordo de delação premiada a Ronald para esclarecer o crime e avançar nas investigações sobre os milicianos. Chefe do grupo, o ex-capitão do Bope Adriano da Nóbrega está foragido.
    www.siqueiranews.com

O Estado de São Paulo
Bolsonaro promete abertura e Guedes, nova Previdência
Com um discurso de apenas seis minutos em que destacou a necessidade de abertura comercial do País, a importância de reformas estruturais e a preocupação com o meio ambiente, Jair Bolsonaro fez sua estreia internacional, ontem, no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. O presidente, porém, foi vago sobre como, quando e de que maneira pretende implementar as mudanças que julga essenciais. Assim, coube ao ministro da Economia, Paulo Guedes, assumir o papel de transmitir uma mensagem mais direta ao mercado, principalmente sobre a reforma da Previdência. Em almoço de uma hora e meia com investidores, Guedes disse que haverá consenso no Congresso para aprovar as mudanças nas regras de aposentadoria e que contará com apoio dos governadores. A executivos de multinacionais, o presidente e seus ministros disseram que o projeto será apresentado nos primeiros dias da próxima legislatura.
    www.siqueiranews.com

Folha de São Paulo
Bolsonaro faz discurso curto e sem detalhes sobre reformas
Em discurso no plenário do Fórum Econômico Mundial, em Davos, Jair Bolsonaro (PSL) defendeu que o Brasil lidere pelo exemplo, comprometeu-se com reformas econômicas e afirmou que irá evitar viés ideológico em tratativas comerciais. Questionado por executivos, o presidente declarou que o Brasil não irá deixar o Acordo de Paris Sobre O Clima.

Investidor de fora está cauteloso, diz presidente do Itaú
Presidente do Itaú Unibanco, Cândido Bracher disse em entrevista à Folha, em Davos, que os grandes investidores estrangeiros estão cautelosos em relação à aprovação da reforma da Previdência. “O internacional ainda está numa atitude de esperar para ver o que acontece.”
    www.siqueiranews.com

Correio Braziliense       
"O único problema de Flávio Bolsonaro é o sobrenome", diz Mourão
O presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse, nesta terça-feira (22/1), que o único problema do deputado estadual e senador eleito, Flávio Bolsonaro, é o sobrenome dele. Ele é investigado por movimentações financeiras atípicas envolvendo também seu ex-motorista e ex-assessor, Fabrício Queiroz  “O único problema do senador Flávio é o sobrenome dele, se fosse Silva…”, disse o vice-presidente. Ele ressaltou ainda que, além de Flávio, há outros parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) sendo investigados pelo mesmo motivo. Mourão voltou a negar, inclusive, que o assunto respinga no governo. “Não compete a mim analisar. O governo está tranquilo, esse não é um fato que nos interesse por enquanto. Quando passar a interessar aí será divulgado o que for necessário”, complementou.
    www.siqueiranews.com

O Dia
Policial militar é morto a tiros na rua de casa em Belford Roxo
Um policial militar foi assassinado a tiros, no início da madrugada desta quarta-feira, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O cabo Francisco Fernandes Souza estava na rua de casa, na Emília Marcondes, no bairro Lote XV, quando foi alvejado por vários tiros. Ele chegou a ser socorrido no posto de saúde do bairro, mas já chegou morto na unidade. De acordo com a PM, o crime contra o agente, lotado no Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), aconteceu por volta da 1h30. Ele foi abordado por dois homens em uma moto e por um terceiro, que cobria o rosto com uma camisa, em uma bicicleta. Os tiros contra o policial foram dados após o que estava de bicicleta dizer "é esse ai mesmo, o branquinho".
    www.siqueiranews.com

Diário Catarinense
Arábia Saudita suspende compra de frango brasileiro e pode afetar economia em SC

Maior compradora do frango brasileiro no exterior, a Arábia Saudita barrou a importação de cinco frigoríficos no país. Segundo informação da Associação Catarinense de Avicultura (Acav), são indústrias que exportam frango griller, uma ave de pequeno porte, com menos de um quilo. Duas plantas fabris de Santa Catarina estão entre as que foram barradas. A Acav confirmou que uma delas fica em Itaiópolis, e pertence à JBS. Ainda não há confirmação sobre a segunda indústria.
Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário