segunda-feira, fevereiro 04, 2019

A Câmara de Cuiabá abriu nesta segunda-feira o ano legislativo de 2019 e apresentou nova identidade visual


O  Presidente da Casa, Misael Galvão (PSB) assegurou que o principal objetivo é garantir a transparência e desvincular a imagem de "Casa de Horrores". O nome foi dado após constantes escândalos, manobras, brigas  e falcatruas registrados na que deveria ser a casa do povo cuiabano.

"Para mim não existe Casa de Horror.  Tem muita coisa boa que acontece na nossa cidade que passou pela Câmara. Infraestrutura, asfalto, leis, indicações. Para mim existe Câmara Municipal de Cuiabá", disse. 

Vereador também assumiu o compromisso de trabalhar pela população e sair do que chamou de "zona de conforto". Ele salientou que é preciso melhorar a comunicação com a imprensa para que, com isso, haja o diálogo com os eleitores. 

"Nós vamos abrir a casa para que a população. Teremos uma equipe mais atuante com mais ferramentas de trabalho e vamos melhorar o portal da transparência". 

Galvão afirmou ainda que pretende acalmar os ânimos e diminuir as discussões entre os vereadores por meio do diálogo.

Para marcar o início da 19ª legislatura, a Câmara Municipal de Cuiabá apresentou a nova identidade visual. A marca mantém o brasão do município e insere o novo slogan do legislativo municipal, que é “Você presente”. 

O slogan passa a ser utilizado em materiais de divulgação institucional e visa, sobretudo, estampar um novo conceito à Câmara de vereadores de Cuiabá.


Fazem parte da Câmara Abílio Junior (PSC), Adevair Cabral (PSDB), Adilson Levante (PSB), Chico 2000 (PR), Clebinho Borges (DC), Delegado Marcos Veloso (PV), Diego Guimarães (PP), Dilemário Alencar (PROS), Dr. Xavier (PTC), Felipe Wellaton (PV), Juca do Guaraná Filho (PTdoB), Justino Malheiros (PV), Lilo Pinheiro (PRP), Luis Claudio (PP), Marcelo Bussiki (PSB), Marcrean Santos (PRTB), Mario Nadaf (PV), Misael Galvão (PSB), Orivaldo da Farmácia (PRP), Renivaldo Nascimento (PSDB), Ricardo Saad (PSDB), Sargento Joelson (PSC), Toninho de Souza (PSD), Vinicyus Hugueney (PP) e Wilson Kero Kero (PSL).

0 comentários:

Postar um comentário