sábado, fevereiro 09, 2019

Tem corno de todo jeito... Veja alguns.



Tenho por mania encher o meu computador com coisas engraçadas ou que guardo para ler depois e acabo sempre deixando no esquecimento. Assim vou entulhando minha pobre máquina. De tempos em tempos resolvo fazer um limpa no meu parceiro de trabalho e de bobagens. hoje é um dia desses. 

Nessa de olhar uma coisinha aqui, olhar outra ali, a gente acaba vendo idiotices interessantes ou quando não curiosas. É o caso desta que compartilho com os amigos que nos honram com a visita em nosso blog. Mas esta é das antigas. O coisa é tão antiga que vai mesmo sem data. A fonte é o G1. Vai lá o assunto:..

..Um homem que vive na Alemanha foi processado por não conseguir engravidar a mulher do vizinho, depois de ser contratado por 2 mil euros para isso. Apesar de Frank Maus receber a quantia, descobriu-se depois de seis meses de tentativa que ele é estéril. Demetrius Soupolos e a mulher, Traute, queriam ter uma criança, mas descobriram que Soupolos não poderia ter filhos. Por isso, decidiram contratar Maus, na esperança que o homem casado e com dois filhos pudesse engravidar Traute. A informação foi divulgada pela publicação alemã “Bild”.

Depois de seis meses e nenhuma gravidez – com uma média de tentativas de três vezes por semana --, Soupolos insistiu para que Maus passasse por exames médicos. Os testes mostraram que o vizinho também é estéril. Por isso, a mulher de Maus foi obrigada a admitir que as duas crianças não eram dele. 

De acordo com o “Bild”, a Justiça de Sttutgart, na Alemanha, ficará responsável pela decisão sobre o caso. Outras agências dizem que, no processo, Soupolos pede seus 2 mil euros de volta. O vizinho, no entanto, não quer devolver a quantia, porque não havia dado garantias de gravidez. 

Agora, amigo (a) decida você o que é pior: 

1) Contratar alguém para transar com a sua mulher por seis meses;

2) Ir à Justiça cobrar quem 'papou' sua mulher por seis meses, a seus préstimos;
3) Descobrir que você é estéril, enquanto tenta engravidar a mulher do vizinho, recebendo pra isso;

4) Descobrir que os dois filhos que você tem não são seus;

5) Cornear oficialmente o vizinho e descobrir que também já foi corno, no mínimo, duas vezes;

6) Ser denunciado ao serviço de proteção ao consumidor, por má qualidade do serviço prestado e propaganda enganosa;

7) Ter que devolver o dinheiro e assumir a sua cornitude;

8) Todas as anteriores.

É amigo (a), como tem gente esquisita, né? Não me surpreendo por nada neste mundo.! Vôte...



Veja esta história curiosa.

O indivíduo chega de surpresa e surpreende a mulher em sua cama com outro.
Tirou o revólver da cintura, tomando cuidado para não ser percebido pelos dois, armou o gatilho e já ia se preparando para meter bala neles quando parou para pensar.
Foi se lembrando de como a sua vida de casado havia melhorado nos últimos tempos.
A esposa já não pedia dinheiro pra comprar carne, aliás, nem para comprar vestidos, jóias e sapatos, apesar de todos os dias aparecer com um vestido novo, uma jóia nova ou uma sandalhinha da moda.
Os meninos mudaram da escola pública do bairro para um cursinho super chique,  sem contar que a mulher trocou de carro, apesar de ele estar a quatro anos sem aumento e ter cortado a mesada dela.
O supermercado, então, nem se fala, eles nunca tiveram tanta fartura quanto nos últimos meses, e  as contas de luz, água, telefone, internet, celular e cartão de crédito, fazia tempo que ele nem ouvia falar delas.
O caso é que a mulher dele era mesmo um aviãozinho, baixinha, toda gostosinha, mesmo com três filhos o tempo não passava pra ela.
Coisa de louco… Guardou a arma na cintura, com muito cuidado para não ser percebido, e foi saindo devagar, para não atrapalhar os dois.
Parou na porta da sala, refletiu um pouco e disse pra si mesmo:
 - O cara paga o aluguel, o supermercado, a escola das crianças, as contas da casa, o carro, o shopping, todas as despesas e eu ainda vou pra cama com ela todos os dias… E, fechando a porta atrás de si, concluiu sorrindo: Puta que o pariu… O CORNO É ELE!!!!

 

--------------------------------------------

0 comentários:

Postar um comentário