domingo, março 31, 2019

Conheça os benefícios da meditação e do yoga


Práticas como meditação e yoga podem auxiliar no tratamento de diversas doenças, além proporcionar bem estar. As duas atividades promovem relaxamento e favorecem a busca ao auto-conhecimento.
Essas atividades têm sido cada vez mais recomendadas por profissionais de saúde e, recentemente, estão sendo difundidas nas redes sociais por influenciadores digitais e famosos. No youtube, por exemplo, é possível acessar diversos tutoriais, meditação guiada e até mesmo aulas virtuais de yoga.
Cada vez mais pessoas têm tido problemas com ansiedade e depressão. De acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão será até 2020, o maior motivo de afastamento do trabalho no mundo. Um levantamento realizado no ano de 2018, também pela OMS, constatou que o Brasil está no topo do ranking da América Latina, com 9,3% da população manifestando o quadro.
Tratamentos
Essas doenças possuem tratamentos com mediamentos e acompanhamento médico, mas agregado a isso, os pacientes também podem procurar atividades que auxiliem no tratamento. Mas yoga e meditação não só auxiliam como também podem prevenir doenças, como explica a professora de yoga, Larissa Medeiros, 26 anos, que exerce a profissão desde 2018.
"Possui uma atuação preventiva, pois ao cuidarmos da mente e do corpo, prevenimos diversas doenças atuais relacionadas à hiperestimulação, por exemplo.", informou a professora, que também ressaltou que "uma das principais intenções do Yoga é o autoconhecimento, o voltar-se para si próprio(a)."
Ansiedade
Como a ansiedade costuma ser a causadora do pensamento acelerado e traz diversos problemas e crises, a yoga, segundo Larissa, contribui no tratamento dessa causa. "Com o trabalho respiratório, atuamos nessas funções de maneira geral e acessamos a conexão que existe entre a respiração, as emoções e a mente. Ao interferirmos diretamente no ritmo respiratório, trabalhamos indiretamente no padrão mental, buscando aquietar a mente."
Noé Gouguenheim, 24 anos, pratica meditação e yoga há aproximadamente cinco anos e diz que começou a praticar a atividade por influência de sua mãe, que pratica há 15 anos. Ele, que é estudante de administração, comentou um pouco sobre sua experiência com as duas práticas.
"Mudou tudo, é realmente uma ferramenta de mudança completa.", disse. Além disso, Noé também pontuou que com o início da prática, parou de beber, de fumar.
Para ele, a yoga deve ser aplicada em instituições de ensino. "É uma ferramenta que poderia ser implementada nas escolas e fazer uma diferença muito grande na vida dos jovens", frisou Noé.
Já André Lyrio, 32, agente de pesquisas do IBGE, começou a meditar, inicialmente numa prática coletiva, devido ao transtorno de ansiedade. "Isso me despertou a necessidade de fazer algo por mim", contou.
Segundo ele, a meditação coletiva lhe proporcionou uma sensação de relaxamento. "Depois que terminou era uma sensação como se eu estivesse extremamente relaxado, como se eu tivesse tirado todos os pesos da minhas costas, todas as preocupações. Não é que tudo sumiu, mas é que de repente tudo pesou menos", recordou.
Natália Figueiredo
ATarde

0 comentários:

Postar um comentário