sábado, março 16, 2019

Em noite de homenagens a Coutinho, Santos perde em casa e deixa a ponta


Cinco dias depois da morte de Coutinho, terceiro maior artilheiro da história do Santos e maior parceiro de ataque que Pelé já teve, o time alvinegro não conseguiu homenagear o ídolo como gostaria na noite desta sexta-feira, no Pacaembu, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. A equipe acabou sendo surpreendida pelo Novorizontino e foi derrotada por 1 a 0, em resultado que a fez cair para a vice-liderança do Grupo A e também deixar o topo geral da competição, com 23 pontos - o novo líder é o Red Bull Brasil, com 24, que horas mais cedo bateu o São Bento por 3 a 2, em Campinas.
Com todos os jogadores vestindo uniformes com o rosto de Coutinho desenhado na parte frontal da camisa e o seu nome inscrito nas costas, o time santista entrou em campo depois de o Comitê de Gestão do clube entregar uma placa aos familiares do ex-atacante no gramado do estádio paulistano. Nas arquibancadas, a torcida exibiu uma bandeira com o rosto do ídolo e bexigas com as letras que formavam o seu nome.
No dia anterior ao jogo, o atacante Rodrygo disse que a melhor homenagem que a equipe poderia fazer a Coutinho seria jogar ofensivamente e consagrar esta forma de atuar com gols. Inspirados no ídolo, os comandados de Jorge Sampaoli entraram em campo com uma faixa branca no braço, em alusão ao fato de que o ex-atacante adotava esta prática para que as pessoas pudessem diferenciá-lo de Pelé em campo.

Entretanto, a atuação da equipe santista ficou longe de fazer jus à história gloriosa do artilheiro de 368 gols em 457 jogos pelo clube, cujo time ainda amargou a sua primeira derrota como mandante neste Paulistão, sendo que ostentava 100% de aproveitamento em partidas em casa. De quebra, a equipe perdeu uma invencibilidade em confrontos no Pacaembu que durava desde 12 de novembro do ano passado, quando foi batida por 1 a 0 pela Chapecoense, no Brasileirão.

0 comentários:

Postar um comentário