domingo, março 24, 2019

Sorrir faz bem: Piadas



O caipira e o gênio

Um caipira lá de Minas, durante uma caminhada pelo sítio, encontrou uma lâmpada mágica. O gênio então concedeu a ele três pedidos. Depois de muito pensar, ele pede:

- Me dá um queijo.

Pensou mais um pouco e fez o segundo pedido:

- Me dá outro queijo.

Pensou mais um pouco e fez o terceiro pedido:

- Me dá também uma mulher

- Por que você pediu dois queijos e só uma mulher? - quis saber o gênio.
- Ah, seu moço... eu fiquei com vergonha de pedir três queijos...

Jeitinho caipira resolve

Um fiscal do IBAMA recebe uma denúncia e vai verificar. Dirige-se para a casa de um caipira. Chegando ao local, sem se identificar, vai logo tentando um diálogo.

Fiscal:
- Bom dia!
Caipira:
- Bom dia!
Fiscal:
- Como vai a luta?
Caipira:
- Tá muito difícil.
Fiscal:
- Tem caçado muito?
Caipira:
- Tenho sim! Na semana passada matei 30 periquitos.
Fiscal:
- Trinta?
Caipira:
- Meu filho traz as cabeças dos periquitos pro homem ver.
Fiscal:
- E paca, tem caçado muito?
Caipira:
- Só três, nesta semana. Filho traz as cabeças das pacas.
Fiscal:
- E outros animais silvestres têm caçado bastante?
Caipira:
- Muitos deles. Filho traz as cabeças dos outros bichos pro homem ver.

O fiscal refletiu, refletiu e perguntou:
- Não tem passado por aqui nenhum fiscal do Ibama?
Caipira:
- Sim. Na semana passada. Filho, traz a cabeça do fiscal pro homem ver.
Fiscal:
- Até outro dia, obrigado pela sua atenção...

O caçador de onça

Um fazendeiro estava pagando trezentos reais para quem conseguisse pegar a onça que estava comendo os bezerros da fazenda. 

Um compadre pobre apareceu e se ofereceu pro serviço. Magrinho, sandália havaina, chapéu de palha esfarrapado, lá foi ele mata adentro. 

Depois de andar um pouco, deu de cara com a pintada!!

Sem saber o que fazer disparou a correr, e a onça atrás. 

O fazendeirão estava sentado na varanda quando o compadre pobre chegou correndo e perseguido pela bichona pintada. 

Por sorte, na hora que a onça deu o bote, ele tropeçou numa pedra e caiu. A onça voou por cima e caiu no terreiro, bem em frente a porta do fazendeiro. 

Aí o caçador de onça gritou:
-Segura essa aí, compadre, que eu vou buscar outra!


0 comentários:

Postar um comentário