domingo, maio 19, 2019

Número de jovens que fazem intercâmbio cresce 20%


Muitos brasileiros estão buscando oportunidades no exterior, tanto de estudo quanto de trabalho. Este fator contribuiu para o crescimento do mercado brasileiro de educação internacional no ano passado. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Agências, o número de estudantes embarcando para fazer intercâmbio subiu para 20,46%, em 2018, o que significa que passou do total de 302 mil brasileiros para 365 mil.

Mesmo em tempos de crise no Brasil, o intercâmbio ainda é incentivado por professores e instituições, como é o caso da Associação Brasileira de Intercâmbio Profissional e Estudantil (Abipe). Renata Sztokbant, gerente de mobilidade internacional da Abipe, afirma que o intercâmbio não é um gasto, mas sim um investimento para o futuro.

Identificação é essencial
Para a professora Jussara, morar fora do Brasil é uma experiência de crescimento pessoal e profissional. “O melhor país é aquele com que você se identifica mais. Tem que gostar e identificar com a história e cultura do local. Não basta falar uma língua estrangeira, tem que saber sobre a cultura local, para inclusive saber utilizar a língua”, aconselha.

Existem muitas formas de fazer um intercâmbio, como curso de idiomas, estudo e trabalho e high school (em português: ensino médio).

Os destinos mais procurados são Canadá, EUA, Reino Unido, Irlanda, Austrália e Malta. Os aspectos que levam o estudante a optar por um destino é o câmbio favorável, em primeiro lugar, ser um país anglofalante, em segundo lugar, e que o local tenha qualidade de vida, terceiro lugar.

TIPOS DE INTERCÂMBIO
Curso de idiomas: Tem como objetivo o aprendizado de uma nova língua 
Graduação: Estudante pode cursar a graduação inteira ou parte dela 
Estudo e trabalho: Em geral,  visto permite que o estudante também trabalhe 
High school: Jovens entre 14 e 19 anos podem cursar um ano do ensino médio 
Voluntariado: Tem como objetivo trabalhos sociais de forma voluntária 
Au PAir: Programa de trabalho remunerado como babá 
Férias escolares: Jovens entre 10 e 17 anos viajam durante as férias

Estágio: Tem como objetivo o trabalho em uma empresa estrangeira

Ag. A TARDE

0 comentários:

Postar um comentário