sexta-feira, junho 07, 2019

Juiz marca data para ouvir médica que atropelou e matou verdureiro


Depois de um ano e quase dois meses de ter atropelado e matado o verdureiro, Francisco Lúcio Maia, a médica Letícia Bortolini finalmente será ouvida pelo juiz Flávio Miraglia, da 12ª Vara Criminal de Cuiabá. Ele marcou a sessão para a audiência de instrução e julgamento para o dia 19 de junho, às 13h.

O atropelamento e morte do verdureiro ocorreram na noite do dia 14 de abril de 2018, na Avenida Miguel Sutil, quando a médica e o marido voltavam de uma festa “open bar”.

Mesmo passado algum tempo do ocorrido, ao serem abordados pela polícia, Marido e mulher apresentavam sinais de embriaguez, segundo relato na ocorrência.

Francisco morreu enquanto tentava atravessar a Avenida Miguel Sutil com seu carrinho de verduras, por volta das 20h. A médica não prestou socorro e nem parou o carro para qualquer outro procedimento e foi direto para a sua casa em um luxuoso condomínio no Jardim Itália, em Cuiabá.

Graças a ação de uma pessoa que presenciou o atropelamento e seguiu o carro de Letícia, foi possível localizar e saber quem cometeu o ato.

Na audiência serão ouvidos ainda o marido de Letícia, Aritony de Alencar Menezes, e a filha do verdureiro, Francinilda da Silva Lúcio.

A médica é ré na ação penal e responde pelos crimes de homicídio, omissão de socorro e embriaguez ao volante.


Também foram arroladas como testemunhas os policiais militares Rafael de Souza Cardoso e Leo Teixeira Gregório Vilas Boas; o motoboy Bruno Duarte Pereira de Lins; o comerciante Eduardo Rizzieri; o veterinário Rodrigo Chiroli; Benete Bruno da Silva e Bento Rodrigues de Menezes.

0 comentários:

Postar um comentário