segunda-feira, junho 17, 2019

Veja as manchetes de jornais de circulação nacional - 17 de Junho



O Globo
Após ataque de Bolsonaro, Levy deixa o BNDES
Menos de seis meses após assumir o comando do BNDES, Joaquim Levy entregou sua carta de demissão. A decisão foi anunciada um dia após o presidente Jair Bolsonaro dizer que ele estava com a “cabeça a prêmio”. A gota d’água foi a nomeação de diretor que havia trabalhado no governo do PT, o que desagradou a Bolsonaro.  Especialistas criticaram a interferência do presidente, e fontes afirmam que a equipe econômica pode ter dificuldades para escolher um substituto com o perfil pretendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que busca um nome com experiência no setor privado.
www.siqueiranews.com

O Estado de São Paulo
Governo estuda imposto menor para celular e computador
O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que o governo estuda reduzir o imposto sobre importação de produtos como celulares e computadores, de 16% para 4%. Em publicação no Twitter, ele afirmou que o objetivo da medida é “estimular a competitividade e a inovação tecnológica”. O corte nas tarifas de importação não precisa passar pelo Congresso. Bastam a decisão do presidente e a aprovação pela Câmara de Comércio Exterior, vinculada ao Ministério da Economia.

Cresce número de brasileiros reincidentes na inadimplência
O número de brasileiros reincidentes na inadimplência – que conseguiram pagar dívidas atrasadas nos últimos 12 meses, mas voltaram a ficar com nome sujo – está em alta. Segundo dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil, eles representaram em média 27% dos inadimplentes entre janeiro e maio deste ano ante 24,9% do total no mesmo período de 2018.
 www.siqueiranews.com

Folha de São Paulo
Inquérito apura cabide de emprego no Sebrae paulista
Inquérito civil em São Paulo apura se integrantes da cúpula estadual do Sistema S usaram o Sebrae para empregar parentes e aliados. Um dos alvos da investigação, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, nega irregularidades.
 www.siqueiranews.com

Correio Braziliense    
Diploma de graduação e pós-graduação não é mais garantia de emprego
Técnico qualificado em mecânica e eletrônica, que fala inglês e mandarim, é morador de rua há dois anos. Advogada especializada em direito do servidor, com pós-graduação, usa a criatividade para mudar de ramo. Nutricionista recém-formada está disposta a aceitar qualquer emprego e advogada se arrisca nas vendas virtuais de roupas plus size para sobreviver. Todos esses casos têm em comum o mesmo elemento: apesar da formação de alto nível, são pessoas que não escaparam do redemoinho em que a desocupação, o subemprego, o desalento e a ausência de esperança no futuro arrastam milhões de brasileiros ao desespero. Os dramas, aparentemente individuais, têm a mesma causa: a crise econômica e a falta de confiança no futuro.
        www.siqueiranews.com
                                
O Dia
Flamengo pode negociar lateral-direito Rodinei com o Santos
Depois de contratar dez jogadores, o Santos ainda busca um lateral-direito para reforçar a posição, já que Matheus Ribeiro não agradou e o técnico Jorge Sampaoli tem apenas Victor Ferraz à disposição. Com Rodinei, do Flamengo, na mira, a diretoria do Peixe busca vender jogadores na janela de transferências. Com os altos gastos por conta dos reforços para a temporada, os cofres do clube passam por situação delicada e se torna inviável desembolsar mais dinheiro. Pensando nisso, o presidente José Carlos Peres torce para vender um dos atletas encostados na janela, que abre no dia primeiro de julho.
 www.siqueiranews.com

A Tarde
Receita paga nesta segunda as restituições do 1º lote do Imposto de Renda

A Receita Federal começa a pagar nesta segunda-feira, 17, as restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. Serão depositados R$ 5,1 bilhões nas contas de 2.573.186 contribuintes. Neste lote, receberão a restituição os 245.552 contribuintes idosos acima de 80 anos, 2.174.038 contribuintes entre 60 e 79 anos e 153.596 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. Ao todo, serão desembolsados R$ 4,99 bilhões, do lote deste ano, a 2.551.099 contribuintes. A Receita também pagará R$ 109,6 milhões a 20.087 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam na malha fina.

0 comentários:

Postar um comentário